[sempre de acordo com a antiga ortografia]

sábado, 22 de maio de 2010

No aniversário de Elise

Apenas três parágrafos para lembrar que vinte e dois de Maio é aniversário de Elise, rainha da nossa Baviera.* É dia de ir até à Pena e de nos perdermos, literal e irrealmente, pelos caminhos de acesso à sua casa. É dia de recordar quanto Sintra deve a esta mulher e de perceber como, finalmente, encontrou quem esteja a honrar a herança que, teimosa e criminosamente, tão desrespeitada foi ao longo de décadas.

Lá mais para o fim da tarde, evocando Elise e, claramente, Fernando, inseparáveis, ao lado de Richard Wagner, também hoje aniversariante, hei-de beber um copo de bom branco seco e frutado Risling Gewustraminer, ouvindo Im Treibhaus e também Träume, duas das Wesendonck Lieder, subtituladas Studie zu Tristan uns Isolde, evidenciando a íntima relação com a ópera.

Sabem quem, virtualmente, também não faltará a esta vespertina cena? Emília Reis, dedicadíssima cultora da memória que hoje celebramos, bem como o Prof. António Ressano Garcia Lamas, o mais atento coordenador da recuperação do inestimável património que a Condessa legou a esta mitificada Sintra. Então, meus amigos, Auf Ihr Wohl!!


* epíteto que lanço à Condessa d'Edla, parafraseando o título do famoso ensaio de Eduardo Lourenço sobre Fernando Pessoa, Fernando Rei da nossa Baviera.


6 comentários:

Eduardo B. Alves disse...

Caro João,
Tem música! Tens música, João! O texto de ontem com uma cantiga revolucionária, hoje este com Wagner... Melómano és tu, sempre música a propósito de tudo, sempre música da melhor, nos vários registos, desde a melhor erudita à melhor popular. Como sabes, quando há música eu apareço sempre. Parabéns.
EDuardo B. Alves

Anónimo disse...

A Condessa d'Edla merece a sua lembrança e também a nossa. Bem haja João Cachado.

Anónimo disse...

Essa saudação não podia ser com um bom branco seco português?

Fernando Castelo disse...

O nome da Condessa d'Edla foi atribuído a uma Rotunda na Estrada Nacional 249 (antigamente conhecida por Rotunda das Oliveiras), entre a Rotunda de S. Carlos e outra ao pé do Decathlon.

Alguém deverá ter pensado que limpou a alma ao atribuir o nome da Ilustre Senhora a tal sítio, quando poderia ter sido num local mais adequado, por exemplo à entrada de Sintra, no Ramalhão.

Mas enfim, a Ilustre Senhora Condessa também não gostaria muito dos autores da proposta, estou quase certo.

Anónimo disse...

Obrigada, João, pelo seu convite. "Virtualmente", estive consigo a festejar o aniversário de Elise.
A notícia da atribuição do nome da Condessa d'Edla a uma rotunda perto do Decathlon é que me deixou muito surpreendida.
Quando é que se terá realizado esse evento?
ereis

carol disse...

Lindo texto! E tanto conhecimento! Foi "dia de ir à Pena e nos perdermos por lá..." todos os dias são dias de ir à Pena e a todos os belos lugares dessa terra onírica e nos perdermos por lá....
Obrigada pelo seu blog.