[sempre de acordo com a antiga ortografia]

quinta-feira, 22 de abril de 2010

Sintra Garagem



Parte Quatro


Ora bem, se a capacidade de endividamento da Câmara não está esgotada, então que, em alternativa, proponha aos munícipes a compra, beneficiação e adaptação da Sintra Garagem, que, actualmente, não passa do mais-que-perfeito ex-libris do proverbial desleixo e da mais completa incompetência sintrense.

Tive conhecimento oportuno e recente de que, para apreciação em reunião privada do executivo municipal, seguiu uma proposta do Partido Socialista contemplando a solução da instalação de um parque de estacionamento no local. Mas, permita-se-me a surpresa, porquê?

Então não vai avante a construção do parque de estacionamento, subterrâneo e à superfície, junto ao edifício do Departamento do Urbanismo? A menos que a construção do dito e anunciado parque de estacionamento não passe de mais uma das tão frequentes como vãs promessas do pródigo executivo camarário…

Claro que estou interessadíssimo na resolução do problema do estacionamento. Entretanto, precisamente ao lado, se vai ser instalado um parque com esse objectivo, não cairá pela base o argumento da necessidade da Sintra Garagem para tal efeito?

Finalmente, o que me dizem? Concordam com a ideia de destinar aquele espaço a sede de multifacetadas actividades juvenis? E, se assim for, estarão dispostos a lutar por ela? Quero eu dizer, uma vez que o dinheiro não é elástico, estariam na disposição de manifestar concordância com tal projecto, em detrimento da compra da Quinta do Relógio?

Eu não me conformo com tal objectivo autárquico. De modo algum! Porém, como o alcance da minha intervenção não vai além deste blogue, espero que, tanto no executivo como na Assembleia Municipal, o PS e o BE continuem a opor-se ao projecto que a CDU – nada surpreendentemente – decidiu viabilizar. Mas é imprescindível que os cidadãos se mobilizem pois ninguém os substituirá.

Olhem que não é fácil. Há imensos interesses em jogo. Por exemplo, apesar de tudo, absolutamente tudo, ter de se equacionar com a máxima qualidade e sem qualquer transigência relativamente à segurança, não faltará quem, com justificada precaução e natural preocupação, ponha em causa a concretização de tal iniciativa, com base na desconfiança de indução de comportamentos desviantes. Claro que, em sentido contrário, e, a montante, não faltam medidas que obviem tais eventualidades.

Não obstante os previsíveis obstáculos, ainda que se conte com a desconfiança atávica de certos membros mais conservadores, não acham que vale a pena explorar a hipótese que hoje vos apresento? Quero acreditar que a vossa resposta só pode ser a que aqui está implícita e que, por isso mesmo, funcionem a cidadania e a participação de quem se sentir desafiado.

Muito gostaria de ler o que, a propósito, pensam os membros da comunidade educativa – tais como pais e encarregados de educação, os autarcas, os representantes das actividades económicas, os membros do clero local, etc, – e os educadores da mais restrita comunidade escolar, i.e., professores e assistentes operacionais. Sem dúvida que esta é matéria preferencial, da qual não podem nem devem alhear-se uns e outros.

Fico aguardando as reacções.


8 comentários:

Anónimo disse...

Parece-me formidável. Tal como escreveu Margarida, será preciso pôr a funcionar um movimento de opinião para concretizar estas ideias. O espaço da garagem é de facto muito adequado à ideia e os jovens precisam.
Telma

Anónimo disse...

Obrigada pelas suas respostas ao meu comentário.

Também não percebo muito de petições, mas não será muito complicado pois elas existem por todo o lado. Serei das primeiras a juntar-me a um movimento de opinião que defenda a necessidade de criar espaços adequados à juventude quer nas áreas culturais quer desportivas e se a isso juntarmos a recuperação e aproveitamento de espaços abandonados MUITO MELHOR...

Temos de procurar exemplos que funcionam lá fora ou até cá dentro e não ter vergonha de os copiar.

J.A.C.

C. Lemos disse...

Quero manifestar que este texto em todas as suas quatro partes revela um grande interesse pela comunidade sintrense e preocupação especial com os jovens de Sintra. É um grande contributo e um alento neste momento tão difícil. Como professora, mãe e já avó não posso estar mais de acordo com o colega. Espero rapidamente o movimento de opinião para poder incluir-me. Bem haja João Cachado.

C. Lemos

João Cachado disse...

Com as minhas intervenções pelo meio, esta peça - desde que começou a ser publicada, na passada 6ª feira, dia 16 - já conta com 20 comentários. Naturalmente, para já, não posso estar mais satisfeito.

Venho apenas confirmar que se segue um trabalho de operacionalização de todo um trajecto que é necessário percorrer no sentido de promover as atitudes mais afins da concretização do projecto. Por favor, fiquem atentos ao que possa vir dar-vos conta nos próximos dias.

Melhores saudações


João Cachado

Pedro Soares disse...

Caro João Cachado,
O espaço é muito grande. Pode fazer-se muita coisa mas é preciso decidir muito bem e por isso o concurso de ideias que propõe é indispensável. Seria possível considerar Música, dança, informática multiforme, desporto-entretenimento (pista de gelo?), exposições, comércio, ateliês de expressão artística, etc, etc. Uma das questões mais sérias é a segurança das instalações, dos frequentadores e da comunidade. Também sou professor e fico altamente entusiasmado.
Pedro Soares

Anónimo disse...

Prof. Cachado,
É um sonho que deve ser muito difícil de concretizar. Mas o Dr. João Cachado está de parabéns. Fui sua aluna, já tenho um filho adolescente e de qualquer maneira vou fazer o que puder para os jovens de Sintra terem esse espaço para os seus lazeres. Julgo que é preciso pensar muito bem na segurança por causa dos consumos que todos temos muito medo.

Maria de Fátima

Anónimo disse...

Só duas perguntas:
Como quer que a Câmara
considere esta ideia tão boa
se o João Cachado está
sempre a dar-lhe forte e feio?
Só porque ninguém ainda
se tinha lembrado e porque
a ideia é realmente fabulosa?
Telma (novamente)

Anónimo disse...

Eu quero bowling :)