[sempre de acordo com a antiga ortografia]

sábado, 17 de setembro de 2011

Rafael Marques,
coragem na primeira pessoa

Assisti ontem à noite a uma entrevista que Rafael Marques, jornalista angolano, concedeu a Mário Crespo a propósito do seu livro Diamantes de Sangue que ainda não li. Fiquei impressionadíssimo com a coragem, o desassombro deste homem que, sem papas na língua, denunciou, com todas as letras, os nomes dos grandes agentes da corrupção em Angola.

Não é que eu já não soubesse... Claro que sabia. O que me espantou foi a nobreza do carácter de quem, placidamente, deu mostras de tanta determinação na luta de denúncia que emprendeu, naturalmente, com tanto perigo para a sua própria segurança. Infelizmente, sabemos como, naquelas latitudes da corrupção institucionalizada, estes assomos de coragem costumam acabar, ou seja, com o denunciante arrumado em qualquer rua ou beco.

O mínimo que podemos fazer é ler esta obra. Daqui a pouco, vou passar pelo meu livreiro. E querem saber? Pois confirmem na minha página do facebook que até já tenho uma encomenda a enviar para Münster...

1 comentário:

João Cachado disse...

Da minha página do facebook, eis a transcrição selectiva de alguns comentários a este texto:

Gloria Machado de Sousa João ainda há corajosos, depois é que não sabemos o que lhes acontece.
Sexta-feira às 22:12 ·

João De Oliveira Cachado
Glória, completamente de acordo consigo. Parece que é de ficar com olho nele a ver o que acontece. Entretanto, o melhor que podemos fazer é comprar o livro. Pela conversa a que assisti, "Diamantes de sangue" vai fazer mexer muita coisa e muita gente. Ou estarei enganado? É que as pessoas estão já tão habituadas à ignomínia que, mais uma, acaba por não fazer tanto estrago como, em princípio, seria suposto. Não é bom sinal mas parece que nos habituámos mesmo a viver no meio de um lodaçal...
Sexta-feira às 23:09 ·

Gloria Machado de Sousa
Estou completamente de acordo consigo claro, e vou comprar o livro e vamos comentando. Mas que vivemos no meio de um lodaçal é verdade .Ficaremos atentos João .Abraço
Sexta-feira às 23:47

Maria Do Rosario Billwiller Se puderes manda-me um. Numa e-mail falamos sobre pagamento. Danke. Gosto imenso de chegar a Münster. Espero vê-los em breve.
Sábado às 6:46 ·

João De Oliveira Cachado Vou Sábado às 16:54

Gloria Machado de Sousa João já comprei o livro,não esqueci , não sei quando o começarei a ler talves 2ª feira
Sábado às 18:56

João De Oliveira Cachado Eu também já comprei esta tarde. Ainda só dei uma espreitadela, em várias diagonais, tendo percebido que a denúncia é completíssima, honesta e extremamente corajosa. Temos homem! Depois trocaremos impressões. Como tenho várias leituras em marcha, mais uma só é possível porque é um bom calibre...
Sábado às 20:43